555.555.55555 Contato@Idealizy.com

Existem diversas definições para empreendedorismo, mas numa linguagem mais simples podemos dizer que empreendedor é a pessoa que coloca em execução uma tarefa difícil ou resolve um problema ou situação complicada agregando valor, identificando oportunidades e transformando-as em um negócio lucrativo.
Nascemos empreendedores? Será que empreender está no nosso DNA? Ou adquirimos essas habilidades durante nossa vida?

Um pesquisador levantou a hipótese de que inteligência e aptidões naturais influenciam no sucesso de cada um, assim como a idade em que se começa a praticar uma determinada atividade.

Neste contexto podemos afirmar que é possível estudar aprender a empreender, bem como desenvolver habilidades empreendedoras, praticar empreendedorismo e se tornar um empreendedor e até mesmo cultivar uma cultura empreendedora.
Partindo do pressuposto que tudo pode ser aprendido, praticado e aperfeiçoado, mesmo que você não tenha nascido com DNA empreendedor, ou se sinta velho para aprender e praticar o empreendedorismo saiba que muitos profissionais com este perfil buscam soluções, agem e superam estas dificuldades e tomam a decisão de empreender.
Vale lembrar que empreender não é só criar um negócio, contratar funcionários e se ocupar do fluxo de caixa, muito pelo contrário vai além dos muros de uma empresa começa com sua própria transformação, com a formação de uma equipe empreendedora e segue transformando seu negócio em exemplo na vizinhança, inspirando e impactando outras pessoas e construindo uma cultura empreendedora a partir de sua cidade expandindo para todo o mundo.
Para dar o primeiro passo desta caminhada é preciso fazer um auto diagnóstico.

Comece identificando um empreendedor de sucesso sinalizando suas características e observe em quais delas você é
bom e quais precisa se aperfeiçoar.

Para facilitar este processo vamos listar alguns conhecimentos, habilidades e atitudes relevantes a serem desenvolvidos para se tornar um empreendedor:
Conhecimento em finanças e contabilidade é importante visto que controlar os recursos é fundamental em qualquer negócio para minimizar perdas e otimizar investimentos com o objetivo de obter lucro.
Planejamento e Gestão de projetos são relevantes na medida que o negócio só terá chance de dar certo se bem planejado com antecedência mormente direcionando para os seus objetivos e metas.
Embora o empreendedor não precise ser um especialista em leis precisa ter conhecimento básico na área jurídica sobre a
constituição de uma empresa, regimes de tributação, encargos sociais e formas de contrato.
Identificar oportunidades é uma habilidade que pode mudar o rumo da empresa direcionando seus investimentos.
Uma das principais habilidades a ser desenvolvidas pelo empreendedor é saber vender suas ideias e produtos com persuasão, acreditando na ideia e lançando mão de técnicas como neurovendas a ainda manter um bom network. O marketing digital é a nova realidade do mercado.
Uma outra habilidade que podemos citar é a liderança e o trabalho em equipe, cada um contribuindo com sua expertise superando desafios para alcançar as metas. Um bom líder transmite autoridade e motiva sua equipe corrigindo os desvios.
Automotivação, determinação e resiliência são atitudes fundamentais, visto que lhe faz acordar pela manhã e ir a trabalhar
com garra e persistência superando todas as barreiras.
A autoconfiança é uma característica que o empreendedor precisa desenvolver para superar todas as inseguranças que se apresentam.

Enfim o empreendedor precisa ter autocritica reconhecendo seus pontos fortes e fortalecendo os pontos fracos para poder calcular os riscos e se lançar.
Para ser um empreendedor bem sucedido é preciso ter humildade e desenvolver algumas caraterísticas, as quais serão os pilares do processo, porém tenha paciência e seja gentil com você mesmo.
Não tente desenvolver simultaneamente duas ou três dimensões do DNA, foque em uma característica e trabalhe com ela. Isto lhe proporcionará crescer com leveza e motivação.

Caso contrário terá um conhecimento superficial em todas as dimensões e não lhe dará a consistência necessária para impulsionar seu negócio.
Neste sentido o que realmente importa é discutir o que você pode fazer com seu DNA e quais dons poderão ser lapidados para melhorar seus negócios imediatamente.
Com base em tudo o que já vimos até aqui podemos concluir que o perfil empreendedor pode estar no DNA, mas também pode ser desenvolvido.

Listamos algumas características comuns de quem empreende para que você identifique quais você já possui e quais
precisa desenvolver:
Comprometimento: Tenha congruência nas atitudes e responsabilidade para honrar seus compromissos.
Autoconfiança: Siga seu coração independente da opinião dos outros.

Supere os desafios e aja com firmeza e determinação confiando plenamente em seu propósito.
Automotivação: Busque inspiração dentro de si encarando com otimismo as falhas iniciais valorizando cada degrau alcançado.
Inovação: Explore novas ideias.

Esta característica é muito importante neste mercado competitivo.
Criatividade: Tenha foco na solução e não no problema.

Encare os desafios como oportunidade de crescimento.

Flexibilidade: Seja capaz de rever suas posições, fazer concessões e adaptações e até mudar de rota se necessário.

Crie protótipos e experimentos para testar suas ideias.
Proatividade: Antecipe-se às situações.

Esta também é uma característica interessante a ser desenvolvida pelo empreendedor:
Iniciativa: É a maneira oportuna e adequada de se posicionar apresentando soluções.

Influenciando pessoas e se antecipando aos fatos.
Energia: Mantenha o pique até que o projeto caminhe sozinho sem a necessidade de monitoramento em tempo integral.
Tomada de decisão: Tenha ações de forma ágil sem dar muito espaço às armadilhas da crenças limitantes.

E o primeiro passo para ser assertivo é planejar, mesmo em cenários de incerteza e medo do desconhecido.

Confie na intuição e vislumbre os insights.
Aprendizado: Aprenda com os próprios erros e experiência dos outros isto lhe proporcionará uma boa bagagem e lhe dará a força necessária para superar obstáculos e possíveis fracassos.
Relacionamento: Tenha uma comunicação eficaz e seja persuasivo na hora de vender sua ideia criando laços de confiança que consiga influenciar pessoas e fidelizar clientes.
Perseverança: Mantenha-se firme e constante em seus propósitos, superando seus limites e seguindo em frente com objetividade, clareza e com a coerência apresentada em sua proposta.
Se você não tem o empreendedorismo em seu DNA tem dois caminhos a seguir:

Dar desculpas ou encarar e superar os desafios.

Qual é sua escolha?